A experiência do cliente como criativo de marketing

Caso Allegra Seguros Corretora. Cliente com seguro Porto Seguro Auto sendo atendido em manutenção de ar condicionado residencial.

Nada melhor do que o cliente ficar encantado com o pós-venda. Isso cria um ciclo virtuoso que atrai novos potenciais clientes e realimenta o funil de vendas organicamente.

Video do atendimento Porto Seguro Auto – Manutenção em casa

Como criar um fluxo consistente de leads no funil de vendas?

Estratégia de atração

O primeiro passo é você criar e manter uma estratégia para atrair o público alvo prospects com uma mensagem orgânica ou paga.

Sua estratégia de atração precisa estar relacionada a perguntas que o prospect está fazendo ou pesquisando. Você precisa se comunicar com os interesses do prospect e não falar da sua própria empresa ou dos seus produtos e serviços. 

O que são leads

Leads são, apesar de haver algumas variações de definição, clientes em potencial ou público alvo, prospects, que foram atraídos pela sua mensagem, conteúdo, através de um canal de comunicação, digital ou tradicional, e entraram em contato com você, empresa.  O canal de comunicação do contato pode ser: ligação telefônica, e-mail, formulário preenchido, WhatsApp entre outros.

Sua mensagem de atração precisa ter um conteúdo certo para uma audiência certa no momento certo. Essa mensagem deve ser endereçada para uma audiência segmentada, definida por sua empresa como o perfil de cliente ideal, buyer persona.

Ao entrar em contato, o lead espera sua resposta rápida com informações relevantes e úteis alinhadas ao interesse dele. Um dos erros mais básicos nesse processo seria você simplesmente ignorar o contato do lead, deixá-lo sem resposta ou demorar horas ou dias para responder. Em canais mais dinâmicos, como as redes sociais, você precisa receber uma notificação em tempo real desse contato e responder o quanto antes.

Entendendo a jornada de compras do cliente

Um cliente geralmente não faz uma decisão de compra no primeiro contato. Na verdade, toda aquisição passa por um processo chamado de: jornada do consumidor. Essa jornada está dividida em três principais fases: consciência, avaliação e decisão.

Um lead pode estar em qualquer uma das três fases quando faz um contato com você. É fundamental, logo no início do diálogo, identificar em que fase da jornada do consumidor o lead está.  Você precisa fazer as perguntas certas e se adequar ao diálogo para atender à demanda de informações específicas do seu lead

Lead qualificado para marketing ou para vendas

Um lead pode ser qualificado para marketing, vendas ou mesmo ser desqualificado. Isso depende da jornada do consumidor, do produto ou serviço que está sendo avaliado e do perfil do lead. Esse é um papel importante do atendimento primeiro nível: a qualificação do lead. Para desempenhar bem este papel o atendente deverá ser treinado e habilitado para isto.

Ao qualificar o lead para vendas, o atendente, então, passa o bastão para o especialista em vendas que irá dar continuidade ao processo comercial.

“O Dilema das Redes”: documentário da Netflix

Ótimo documentário para esclarecer o público em geral sobre o modelo de negócios das redes sociais.

A uns 50 anos atrás, uma discussão similar entrou na pauta: se a tv não estaria manipulando as pessoas.

A história, a gente já conhece, abusos aconteceram e algumas medidas foram adotadas no mundo e também no Brasil: o Conar (Conselho Nacional de Auto Regulamentação Publicitária) e mais recentemente a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

Por outro lado, o maior gigante da tecnologia, a Apple, que não tem anúncios como modelo de negócios, tem sido um contraponto a tudo isso. Nos seus dispositivos pode-se desligar boa parte desse rastreamento. (Um de seus fundadores aparece no documentário – Steve Wozniak).

Não acho que excluir as redes sociais seja a única e melhor opção. Da mesma forma acho que excluir a televisão e o rádio não seria uma boa solução. Em todos os canais de comunicação temos o direito, agora garantido por lei, de saber como nossos dados estão sendo tratados e para quais finalidades serão utilizados.

A diferença que o documentário aborda em ralação às mídias tradicionais  é uma questão mais avançada em termos de tratamento de dados: as máquinas de aprendizado ou “machine learning”. Basta lembrar que um destes algoritmos foi invencível em partidas de xadrez contra humanos.

Como toda tecnologia, a IA (inteligência artificial) em si mesma não é boa ou ruim. Bom ou ruim é o ser humano que usa diversas tecnologias para o bem ou para o mal.

Cuidados com a LGPD

https://exame.com/tecnologia/cyrela-e-processada-com-base-na-lgpd-e-tera-que-indenizar-cliente/

Esse já é o segundo caso que aparece na mídia e alerta a todos sobre a nova legislação que entrou em vigor recentemente.

Compra de dados e listas ( e-mails, leads, WhatsApp, etc.) já eram práticas negativas e não recomendadas. Agora também são ilegais.

Oportunidade única no Instagram Reels

Pouco mais de algumas semanas já utilizando o Reels compartilho com você a minha experiência com a novidade do Instagram. 

Um primeiro ponto: da mesma forma que o Stories foi um lançamento de funcionalidade reativa à concorrência do Snapchat, o Reels é uma reação ao sucesso e ameaça (para os concorrentes) do TikTok.

Ambas plataformas buscam número de usuários e engajamento. É o que acontece também nos meios tradicionais de comunicação como TV e rádio que brigam por pontos a mais na audiência pois todo o negócio está baseado nisso.

Um dos alavancadores de audiência são os produtores de conteúdo. Esse é o público principal na disputa por audiência. O TikTok conseguiu atrair muitos produtores de conteúdo de peso e também é enorme o engajamento do público jovem. Tem uma distribuição orgânica maior que as plataformas que vendem anúncios aos usuários em geral. É óbvio que a distribuição orgânica das plataformas tradicionais ( Instagram, Facebook, Youtube, Tweeter, LinkedIn, etc.) precisa ser limitada para darem espaço à distribuição paga. 

No momento (na minha percepção) o Instagram está oferecendo mais distribuição orgânica no Reels para conquistar o público que migrou para o TikTok. Então é hora de aproveitar e dar um foco maior nessa nova funcionalidade do Instagram. 

Apenas uma palavra final: ainda nem todas as contas já contam com o recurso de músicas de fundo (o que ajuda bastante ter uma música de sucesso associado ao post Reels). Acredito que por ser uma novidade a implantação da funcionalidade está sendo testada com um grupo menor de contas para depois expandir para as demais. 

Aproveite agora e crie uma estratégia de publicação no Instagram Reels!

Siga o blog para receber sempre novas publicações!

Abraço, 

Anibal Carvalho Lamego Junior

Novidades: agora você vai poder pagar com WhatsApp!

Cada vez mais as plataformas de redes sociais estão avançando em outros mercados além da publicidade. Com esse lançamento inédito e inesperado o WhatsApp entra no mercado de meios de pagamento. Além disso, a rede social prepara também o lançamento de uma loja virtual no Facebook algo além do Market Place que já existe.

https://exame.com/exame-in/ex-pagseguro-sobre-o-whatsapp-quem-nao-se-preparou-comeu-bola/

10 dicas de como conseguir alcance com campanhas no LinkedIn

10 dicas de como conseguir alcance com campanhas no LinkedIn

1- Tom da linguagem. Cada rede social tem uma linguagem, um público e uma esfera ambiental. O mesmo usuário do Instagram também pode estar no LinkedIn mas é preciso adaptar o tom para falar com a mesma pessoa mas em redes diferentes.

2- Foco no propósito da rede de profissionais.

3- Ofereça conteúdo tipo e-books, artigos que entregam valor ao público alvo.

4- Segmentação afinada com a “buyer persona”.

5- Prepare o bolso, o custo de CPM é bem maior que Facebook ou Instagram.

6- A rede tem uma distribuição mais lenta em comparação com redes mais informais: Instagram, TikTok, etc. No entanto tem um alcance orgânico relativamente maior em relação ao Facebook ou Instagram.

7- Fale do cliente em potencial e não de si mesmo ou de como sua empresa é legal.

8- Faça testes A/B com o criativo

9- Tenha um histórico consistente de publicações com engajamento

10- Seja persistente, resultados não acontecem da noite para o dia.

A fotografia faz diferença no desempenho do post?

Com o advento da câmera fotográfica acoplada em todos os celulares ficou fácil e acessível fazer fotos. Milhões de celulares, milhões de fotógrafos. Porém, em que consiste uma boa fotografia? Certamente não basta ter um dispositivo com alta tecnologia para que você produza uma foto de qualidade. 

As técnicas de fotografia não foram criadas no século XX ou XIX, muito menos no XXI. A fotografia herdou as técnicas da pintura que artistas empregaram através dos séculos para produzir obras primas, por exemplo, a Monalisa! Enquadramento, cores, composição, expressão, sentimento e histórias contadas construíram as obras que hoje são admiradas e estão em museus do mundo todo.  Esses mesmos ingredientes se aplicam também à fotografia. A fotografia é composta de técnica e arte.  Mais do que apenas técnica, o que faz uma foto diferenciada é o artista que a produz. Arte tem sentimento, expressão, comunica, por isso é admirada e alcança valor na sociedade. 

Nos jornais e revistas eletrônicas, a fotografia tem um papel importante na captura do interesse do público para uma determinada matéria. Com tanta informação disponível fica difícil conseguir a atenção de quem quer que seja. Toda publicação está em uma competição acirrada pela atenção das pessoas. Uma fotografia de qualidade pode vencer essa competição e ganhar o direito de uma matéria ser lida por alguém. 

Pensando nas plataformas de redes sociais, não apenas o público precisa ser conquistado mas também a própria plataforma, que afinal, através de seus algoritmos de distribuição, irá selecionar que publicação será mais ou menos distribuída. O Instagram, por exemplo, é uma rede social que nasceu para compartilhar fotos. Apesar de possibilitar publicar textos e vídeos, sua base é a fotografia. Como um negócio, toda plataforma evolui e buscas novas funcionalidades. Porém não é fácil mudar todo um produto criado para compartilhar fotos para se tornar uma plataforma para compartilhar vídeos, por exemplo. 

Faça uma avaliação de desempenho de cada post publicado utilizando as ferramentas analíticas nativas em cada plataforma. Essas informações  analíticas estão disponíveis em perfis comerciais no Instagram e páginas comerciais do Facebook.

Vale a pena investir na qualidade das fotos. Isso não é apenas uma questão estética. O desempenho dos seus posts irão melhorar e trazer resultados para seu negócio. Experimente!

Marketing Digital em Tempos de Quarentena

Estamos todos enfrentando um momento de incertezas e dificuldades em face à pandemia do coronavírus – Covid-19. Devido às recomendações de órgãos competentes estamos vivendo sob o distanciamento social. 

Além do impacto na saúde pública essa pandemia trouxe desafios para o trabalho em geral, sejam empresários, empregados ou autônomos. Todos foram afetados. As escolas estão se voltando para o ensino à distância e utilizando-se de meios digitais para isso. Muitos profissionais continuam trabalhando no modelo Home Office através também da tecnologia da informação. O comércio tenta uma saída pelo e-commerce ou comércio eletrônico via sites e redes sociais. Serviços de entrega procurando atender a demanda do mercado consumidor que está em isolamento. Ou seja, sempre que possível todos estão se voltando para a digitalização do trabalho. 

O marketing tradicional vem sendo profundamente transformado com o advento da conectividade digital. Sites, blogs, e-mails, redes sociais, aplicativos de mensagens se tornaram canais de comunicação acessíveis para grande parte das pequenas e médias empresas. Hoje sua empresa também pode e deve ter acesso a um plano de marketing digital. O que era restrito a grandes empresas agora está acessível a pequenos negócios e até mesmo a profissionais liberais e autônomos.

O marketing digital deriva-se de uma fusão do tradicional com a tecnologia da informação. O marketing é um conjunto de disciplinas que trata do acesso dos produtos ao mercado consumidor. Trata desde pesquisas sobre produtos, passando por estratégias de precificação, logística e distribuição até a parte promocional. Essa última é vista pelos não especialistas como uma redução do conteúdo total do marketing.

No campo da tecnologia da informação vimos nos últimos anos grandes inovações. O que era restrito a grandes corporações – Computadores – estão hoje na mão de quase todos (Smart Phones – que são poderosos computadores). Milhões de aplicativos disponíveis. Conectividade e redes digitais.

Para se fazer o marketing digital demanda-se que o profissional tenha tanto conhecimentos do Marketing Tradicional como as tecnologias  digitais. Assim, o melhor a fazer, caso não se tenha esse conhecimento, é subcontratar alguém com esse domínio  para ajudá-lo a alcançar seu mercado consumidor.

No campo promocional o discurso do marketing tradicional focado na empresa, nos seus produtos, serviços e diferenciais tem cedido lugar para o marketing focado no cliente, na sua experiência e satisfação. Muitas peças publicitárias tradicionais foram substituídas por artigos de conteúdo atrativo, útil e de interesse dos consumidores. 

Neste momento, além do movimento já forte de digitalização do trabalho, somos obrigados a acelerar em direção à essa digitalização. Esse impacto não será apenas momentâneo mas mudará ainda mais a visão para o futuro do marketing mesmo depois da finalização desta crise.